quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

OS ANOS 60 - parte II

O Carioca de 1963 virou lenda. O recorde de público entre times, 177 mil pessoas no Maraca; o emocionante FlaFlu decisivo, apesar do 0x0; a entrada de Escurinho, o ponta do Flu, absolutamente sozinho pela esquerda no finzinho do jogo e sua tentativa de encobrir o goleiro deliciosamente frustrada pelo golpe circense de Marcial ao erguer tão-só um dos braços e segurar a bola apenas com a mão direita. Além desta partida de antologia, houve outra: um Flamengo x Vasco no returno, quando a reviravolta no placar não dava trégua, perdendo por 2x0 conseguimos empatar e logo depois ver o Vasco fazer 3x2, mas comemorar no fim, como convém aos melhores, os 4x3 inesquecíveis. O time base foi Marcial, Murilo, Luiz Carlos, Ananias e Paulo Henrique, Carlinhos e Nelsinho, Espanhol, Aírton, Geraldo Paulista e Oswaldo Ponte Aérea. Gérson fora vendido em setembro, pouco antes do fim do 1º turno, deixando 3 gols nos arquivos do campeonato. O técnico (e pivô da saída do "Canhotinha") era Flávio Costa. O canal 100 ainda está aí para nossa alegria e renovada celebração.


Um comentário:

Maldita Futebol Clube disse...

campeonato carioca ´[e sempre isso, uma emoção atrás da outra e um colorido e frisson que nenhum outro estado produz...beleza seu blog parabéns! sds leandro Carvalho