quinta-feira, 6 de maio de 2010

RAPIDINHAS

Haverá na madrugada de hoje, lá no roça, o foguetório da madrugada de ontem? Afinal, o time do Ronaldo fez o que pode, merece que a comemoração continue. Ganharam, mas não levaram. Paciência. Quem sabe no próximo centenário? ********** O melhor do jogo foi, mais uma vez, Leo Moura. Anda jogando muito o moicano da 2. O pior foi o Rogério. Tirar o Wagner Love do jogo quando o gol de empate se avizinhava é cagaço demais. E, já que erro pouco é bobagem, resolveu errar ao quadrado ao não lançar o Pet no 2º tempo. Classificamos; celebremos, pois. Mas não precisava ser com derrota. ********** Kléberson entrou muito bem na partida. Merecia ter feito o gol que muito buscou. Mas merecer não basta. Valeu pela enorme movimentação, pelo belo passe pro gol do Love (depois de magistral toque do Juan) e pela grande vibração.********** Se Adriano não comemora os próprios gols, valeu muito vê-lo comemorar o gol do parceiro Love. Assim que se faz.

5 comentários:

AF STURT disse...

sem anos,sem titulo ,sem quilos ,sem nada!

http://flamengoshow.blogspot.com/2010/05/flamengo-x-cem.html

Leonardo Kope disse...

Kleberson é CRAQUE mesmo.

Escrever Pra M'Entender ... disse...

Olha, hoje acordei afônica mas muito satisfeita! Mais uma vez tivemos a prova de que RAÇA é mesmo um HOMÔNIMO para o FLAMENGO!

Amei o Kléberson, Amei o Bruno pegando aquela quase dentro já no finalzinho, Amei o Love mais uma vez decisivo! Mas, de fato, o Pet poderia ter entrado! Mas, enfim..lá estamos!

Agora é rumo às quartas e trabalhar pro empenho se tornar cada vez mais merecedor de uma glória no final!

\o/

FLAMENGO É RELIGIÃO!

Julio Cesar disse...

Po Urubu, acho q eu vi um jogo totalmente diferente do q a maioria viu

Pra mim, a atuação de todos foi ruim, exceto do Love, do Bruno e o passe do Kleberson pro gol, pq depois ele errou tudo

Mas é isso, tamos vivos, e o q interessa

euvo ilello disse...

A vitória nesse jogo de 180 minutos serve para atualizar de forma suada, na raça, a inexpugnável fortaleza do manto sagrado.

Brincou com nóis, nóis carca!