domingo, 22 de agosto de 2010

UM POUCO DO MESMO

A mesma enorme dificuldade da saída de bola. O agravante foi a má partida do Leo Moura. Sobrou para a manjada jogada do Juan do outro lado. Ou as intempestivas arrancadas do Willians pela direita. Em ambos os casos um arremedo do bloco do eu sozinho. Pet dá inteligência e velocidade ao jogo, mas somente 1 tempo; no outro desaparece do jogo. Renato Abreu fez uma partida horrorosa. Sua função foi não ter função alguma. Visível a falta de ritmo de Leandro Amaral e Val Baiano. Se o Rogério fez as óbvias substituições no intervalo foi sinal inequívoco de erro de escalação. Erro, aliás, não faltou. Quanto tempo para enxergarem que o Jean era lento demais para acompanhar o baixotinho ali nas costas do Leo Moura? Rogério deve creditar o resultado mais à sorte do que a probabilidade. A galera com quem assisti ao jogo se tivesse à mão erguia uma daquelas plaquinhas de eu já sabia.

3 comentários:

AF STURT disse...

ESTAMOS MAL.

Visite a coluna do Sturt e deixe sua opinião:

http://flamengoshow.blogspot.com/2010/08/falta-qualidade-dentro-e-fora-de-campo.html

SRRN!

Escrever Pra M'Entender ... disse...

o que mais incomoda é ver o FLAMENGO jogando como time PEQUENO! O RL incomoda! Essa falta de criatividade e apatia, incomodam!

SAUDADE DO FLAMENGO QUE JOGAVA COMO O FLAMENGO!

SRN!

william disse...

o ataque é o maior problema depois da saída de adriano e wagner love...mas ainda tem outro problema, a falta de tecnico...