sábado, 16 de janeiro de 2010

HEXA EM PARTES - 1987

A CBF estava de pires na mão e jogou a toalha: dizia-se financeiramente impossibilitada de realizar o Brasileiro de 1987. Os times grandes criaram o Clube dos 13 (os 4 do Rio, os 4 de São Paulo, a dobradinha de Minas e do Rio Grande do Sul e o Bahia; foram convidados o Goiás, o Curitiba e o melhor time de Pernambuco à época, o Santa Cruz) e organizaram um campeonato exemplar, onde todos jogariam contra todos, classificando-se os 4 melhores em duas partidas mata-mata. Arranjadas as parcerias, o Campeonato já era um sucesso antes de seu início. A CBF resolveu pegar carona e instituiu um campeonato com times da 2ª divisão e resolveu, em vez de numerais ordinais, dar cores às divisões. Coisa de viado, naturalmente. O Flamengo monta um senhor time pro Campeonato, mesclando veteranos e jovens com enorme potencial: Zé Carlos, Jorginho, Leandro, Edinho, Leonardo, Andrade, Aílton, Zico, Zinho, Renato Gaúcho e Bebeto. Ali estava a base do time campeão da Copa de 94. A equipe foi se acertando durante a competição, o técnico era o Carlinhos. 6 vitórias, 5 empates, 4 derrotas. Desta 1ª fase, o jogo que mais me emocionou foi no Maraca contra o Santa Cruz, em que Zico fez 3 gols e um dos mais belos gols de falta de todos os tempos. As semifinais foram contra o Atlético Mineiro e eram tratadas como a verdadeira final do Campeonato, uma vez que reunia os 2 melhores times da competição. 1º jogo 1xo no Maraca, gol de Bebeto; o 2º jogo, no Mineirão, foi um dos mais empolgantes da história do futebol, em qualquer época ou lugar: magníficos 3x2, com um gol espetacular de Renato Gaúcho. Depois deste jogo extraordinário, os finais contra o Internacional foram um pouco de anti-clímax: 1x1 no Beira-Rio, 1x0 no Maraca, gol do Bebeto numa enfiada sensacional do Andrade. Depois das comemorações A CBF bateu pezinho querendo cruzamento. Mas cruzamento é coisa pra cachorro.

3 comentários:

marcantonio disse...

Mto legal o texto.
vlw

SRN

AF STURT disse...

o que não pode é os brasileiros reconhecer um time, que ganhou a segunda divisão ,campeão nacional daquele ano...
srn!

Ivo disse...

Essa história de título dividido é típica do subdesenvolvimento. No entanto acho fácil constatar com qualquer adversário quem foi o campeão: pergunte em que divisão estava o time do torcedor e, já que todos jogaram contra todos, pergunte quanto foi o time dele x Sport. Não há resposta possível.

Saudações rubro negras.