terça-feira, 3 de março de 2009

VICE É MESMO O CUCA?

Foi o batismo do Cuca. O ar nostálgico aos poucos ganhou contorno de raiva. A inequívoca vontade de chorar dando lugar à certeza da volta. Que tudo tem volta. Bem vindo ao Flamengo, Cuca. Aqui não tem lugar pra chorão.
O que vale mesmo dizer é: ESTE GRUPO ACABOU! O grupo foi forjado a fogo no calor do Brasileiro de 2007. Do penúltimo lugar alçou-se ao 3º. Uma arrancada extraordinária, que começou com o começo de Fábio Luciano no Flamengo. Talvez o símbolo daquela inesquecível jornada. Hoje os defeitos técnicos do grande capitão sobressaem, a cada jogo joga menos. A vibração e a liderança permanecem, mas não bastam. Leo Moura, Juan, Toró, Obina, Ibson, Kléberson, qualquer um que sair, já sai tarde. E que não seja por falta de adeus.
Leo Moura e Ibson, por exemplo, se jogassem 12% do que pensam que jogam até que poderiam pegar um banco.
Os jogadores do Caio Jr ( Fierro, Éverton, Josiel), devolvam, rifem, botem-nos para trabalhar na portaria do clube, na faxina. Em campo com o sagrado manto nunca mais!
É hora de lançar Wellington e Erick Flores. Vou buscar Charlie Parker e se achar, vai ficar tocando aqui até a hora chegar: Now's the time!

6 comentários:

Mengão Guerreiro disse...

Vamos ver se estes jogadores tenham a honra de ganhar este 2° turno. Quem não quer jogar no Fla que saia. Mandamos embora um cara q jogava com raça (Cristian) e ficamos com várias estrelinhas. Concordo com vc, é hora de reformulação.

Tem homenagem ao Zico lá no blog. Confira

Fred disse...

Talvez vc tenha razão, este grupo já era.

Edu disse...

Tem q efetivar os juniores! Podem não ganhar, mas vexame em série assim não darão!
Érik Flores no time já!

William disse...

O Cuca hein, sei não...

marcantonio disse...

E ainda tem essa herança maldita, os técnicos pedem jogadores "imprescindíveis", depois o técnico vai embora e todos passam a ser prescindíveis.

Rei3D disse...

Visitem o site: http://flashownet.comze.com/

O Flamengo é previsível, a única coisa que o adversário não sabe e nem nós é quem fará o gol.

- O time abre muito o jogo sempre pelas laterais, cruzamento pelo alto a maioria no segundo pau e desperdiçado, má colocação dos atacantes aliados aos cruzamentos ruins de Juan, Léo moura, Klébson, Egídio, e cia.

- As vezes nossos laterais e companhia invadem pela lateral da grande área, é muito mais interessante e inteligente do que cruzar, em certos jogos de zagueirões, pois resulta melhor aproveitamento por baixo. Mas, nossos atacantes não conseguem resolver e se enrolam, posicionamento errado e desconhecimento do outro companheiro, na maioria das vezes quem conclui com êxito, são Ibson, Juan e Leo Moura.

- Não tem um rompedor de área, seja na força, como Adriano, Ronaldo, Kaká, etc fazem, ou na habilidade como vários fazem, com característica de partir pra cima, para ser um rompendor mesmo na força tem que ter porte e uma certa habilidade, porte Obina tem mais habilidade... Por ironia do destino o primeiro gol do minúsculo resende foi assim um jogador insistindo e partindo pra cima.
5 coisas podem acontecer com o jogador que parte pra cima de zaga principalmente fechada: Conseguir marcar um golaço, tocar para outro companheiro marcar que seja até o gol do bolo, receber uma entrada faltosa e penalti, perder a bola pra a marcação ou tocar errado. 3 x 2 vale tentar.

- O time não tem jogadas ensaiadas que já deram alguns gols importantes a alguns clubes inclusive ao Palmeiras e São Paulo ano passado. Quando pinta uma jogada ensaiada (só vi uma cobrança de falta) é horrivelmente errada pelos jogadores, o q demonstra que não foi tão ensaiada assim.

- Não sou a favor de laterais que marquem próximos da área e sim do meio pra frente quando perderem a bola, no máximo da intermediária pra frente em condição de "espera" de ataque adversário, eles tem que estar com saúde e estado físico suficiente para de erguer a cabeça e coloca a bola onde se necessita. Para marcar tem os 3 de trás 2 zagueiros e cabeça de área, e principalmete 2 no meio, pois acho que a bola tem que ser interceptada na maioria das vezes no meio e não na defesa, como o Flamengo costuma fazer. O time não marca pressão, deixa qualquer time jogar, e time como os que enfrentamos no Carioca e Copa do Brasil são muito leves, aí a liberdade e juventude faz a diferença frente a falta de abafa e marcação, e a idade e/ou lentidão de vários jogadores nossos.

>Como sabemos o problema do Flamengo não está somente em campo, fora de campo temos sérios, crônicos e graves problemas:
- Incrível como Departamento de Marketing não utiliza a paixão e o poder que a nação rubro-negra tem, não cria campanhas publicitária, ou outra forma de renda, por exemplo, o SPFC lançará um filme intitulado SOBERANO, que faz menção ao sua posição no Campeonato Brasileiro, um time que só tinha 3 títulos até meados desta década.

- Produtos do Flamengo é muito difícil de ser achado em demais localidades que não a Sudeste, Nordeste então é só pela internet ou no camelô produtos não licenciados, uma grande fonte de renda escoando pelo ralo.

- Projetos com a torcida para cada vez mais fidelizar os atuais e conquistar mais torcedores, não há.

- No Rio Grande do Sul, os 2 times principais estão numa competição feroz para conquistar sócios, que são renda garantida e prevista. Nada aqui é feito??? Não vejo comentarem...

- Divulgar e incrementar mais a TVFLA, para obter mais assinaturas e novamente verba garantida.

- Tirar as corjas dos empresários apadrinhados pela Lei Pelé do Flamengo, estes praticamente mandam no nosso Mengo e influência as decisões, humores, rumos e declarações dos jogadores, tumultuam um ambiente, e tudo isso sem ser visto ou estar em evidência. Os jogadores são acusados de mercenários e os verdadeiros mercenários estão por trás deles. Contratos com cláusulas mais protetoras para o clube, prevendo multas por atitudes incoerentes com espírito de grupo e respeito à instituição e à torcida, e principalmente multa rescisórias altas.

Visitem o site: http://flashownet.comze.com/