segunda-feira, 4 de agosto de 2008

O time do Flamengo faz neste Brasileiro o percurso inverso ao do Brasileiro passado, de líder desaba pra rabeira. Caio Junho assumiu de vez o papel de estagiário, está aprendendo o que fazer ao mostrar o que não deve ser feito. A escalação do time ontem foi coisa de internação, e com camisa de força! Insistir neste momento com alguns jogadores é atestado de insânia: Leonardo Moura, Jaílton, Cristian, Ibson. Tardelli a Providência tratou de barrar. Não sei como o Caio Junho (acorda, já é agosto!) instrui o time, ontem eu sei como foi: vamolá e dá tudo o que você sabe! Talvez tenha tirado o óculos e erguido a sobrancelha. Errar é humano, mas errar tanto quanto o time errou ontem é de uma burrice coletiva inacreditável. Caio Junho sair é bobagem, a menos que o Kléber saia junto. Flamengo é boa marca, sempre falido, sempre enriquecendo uns e outros. Ontem os 40 mil que, na chuva, torcemos pelo impossível temos uma convicção de momento: apoio agora só com contrapartida, tem de jogar bem, muito bem, pra ouvir de novo incentivo, aplauso e marchinha. Agora, burro é elogio, xingamento é saudação.

3 comentários:

Léo disse...

é o nosso time esta muito mal, mal ñ ta pessimo

urubu voador disse...

queremos jogador!
se naum vai pra segundonada

urubu nervoso disse...

Os caras estão anunciando Felipe, Renato Abreu, Wagner Love, Morales, Everton, Alex, vai acabar chegando mesmo a Vaca do Casseta e Paneta... pelo menos vai legal com o resto do time pro brejo.