segunda-feira, 18 de agosto de 2008

DE PONTINHO EM PONTINHO E DAQUI A POUCO ESTAMOS NA ZONA DE REBAIXAMENTO

Ganhamos um gol de presente da sorte, que andava sendo madrasta. Depois, como acontece quando não se tem meio-campo, perdemos o ataque. Na lateral esquerda havia uma avenida em estréia. A trapalhada retratava o trapalhão à frente do banco. O Cristian resolveu dar algum sentido à trapalhada: quando não se sabe jogar, faz-se falta. Quando a derrota era certa, surge a proposta do Erick Flores: que tal a gente botar a bola no chão e começar a dialogar? O empate veio, garantido pelas mãos do Bruno. Com o título longe, a obrigação passa a ser a Libertadores, torcendo para que, mais daqui a pouco, a obrigação não passe a ser tão somente evitar o rebaixamento.

4 comentários:

léo disse...

o erick flores jogou bem,sabe jogar o muleque.
mas o flamengo jogou bem, o outro foi expulso, po.
sacanagem
é flamengo

urubu malandro disse...

Poucos se salvaram do naufrágio. Morremos na praia cercados de peixe. Ô joguinho miserável!

fred disse...

O jogo fundamental é este contra o Grêmio. Ali o Flamengo define sua ambição no campeonato. Abraço rubro-negro.

Leandro disse...

Vamos Flamengo !
vamos ser campeão
Vamos Flamengo !
Minha maior paixão
é o Flamengo !
E essa taça vamos conquistar .