sexta-feira, 13 de junho de 2008

TORÓ E MARCINHO, DOIS BONS ENTRE MUITOS




O meio campo do Flamengo, hoje, é uma dança de cadeiras. As opções são muitas e o convite à dança fica em aberto. Dois nomes acabaram por se erguer dos demais: Toró e Marcinho, este mais próximo do ataque e do gol, aquele mais perto da defesa e do contra-ataque.








Ganhar a confiança da torcida é simultaneamente algo fácil (disposição, garra, entrega e, não menos importante, qualidade) e complicado (estar Flamengo é para muitos, ser é que é o x da questão). Toró ganhou a torcida com seus 3 pulmões, sua disposição pro jogo, sua vibração e sua capacidade tanto ofensiva quanto defensiva. Titular absoluto. Marcinho foi conquistando a galera aos poucos, bem mineiramente, e agora, com a inesperada chuva de gols, o que era flerte virou paixão.

5 comentários:

carlos jorge disse...

Meu meio de campo ideal: Toró, Jonatas, Ibson e Renato Augusto, com Marcinho um pouco mais na frente.

leonardo disse...

é verdade os 2 estao jogando muito mesmo
jogando muito

urubu voador disse...

Toró e marcinho grande jogadores

urubu malandro disse...

Toró e mais 3, eis hoje o meiocampo ideal

edu disse...

Cristian, Toró, Jônatas e Renato Augusto, Ibson vai voltar pro Porto, Cristian e Kleberson um bom banco, Marcinho chegando no ataque. Este é o time.