quarta-feira, 11 de junho de 2008

Kobe Bryant



Já previsto por mim antes de começar a terceira partida das finais da NBA.
Bryant encarou 3 gigantes do Boston Celtic e não trepidou. Kevin Garnet ,
R.Haley e Rajor Rondom. R.Haley brilhou alto pelo lado do Boston, ao meu ver o melhor jogador do elenco verde, enquanto do outro lado, no time de Bryant, só Sasha jogava à altura dos grandes jogadores da NBA, um time totalmente apagado em quadra , tudo caminhava para mais uma vitória do Boston, seria a terceira da série. Pois é, seria...
Confirmando mais uma vez ser o melhor jogador de basquete do mundo, e para mim de todos os tempos, Kobe Bryant, mesmo atrapalhado por erros de seu time (em vez de ajudá-lo, fez o contrário), brilhou. Foi como um navio de desenho animado tivesse afundando e jogassem uma enorme bigorna para ir ao fundo mais rapidamente, e Bryant não se abateu, no time do Lakers ele dita a forma de jogo, e jogou muito... assim foi no final do segundo quarto, correndo atrás do placar adverso, ele no calor do jogo decidiu não passar a bola, mesmo com o time todo posicionado em campo ofensivo esperando uma armação de ataque do astro; Bryant simplesmente fez um gesto negativo com a cabeça, comunicando ao seus companheiros que não iria passar a bola, a decisão estava feita: Bryant encarou a defensiva do Boston Celtic e finalizou a jogada com uma bela bandeja no garrafão. O espírito estava de volta e Bryant sabia que não era de passagem, vinha pra ficar. A coisa mais difícil certamente era ganhar aquela partida com muitos fatores adversos, como por exemplo o fraco desempenho do próprio time e principalmente a forte equipe do Celtic, muito equilibrada defensivamente e pegando quase o triplo dos rebotes ofensivos, e também defensivos. Cabia a Bryant crescer em quadra, junto à enorme torcida do Lakers, que vibrava a toda boa jogada e não demonstrava indícios de que iria abandonar o time, assim como me parecia alguns jogadores com status de astros, como Gasol e Larodom, davam mostrar de fazer. No ultimo quarto o Lakers voltou a ficar na frente, em uma partida que esteve à frente no marcador apenas na primeira etapa. Foi um final de partida emocionante. Bryant, como um gigante que é, encarava a defesa do Boston sozinho e desafiava Piercie, que por sua vez o provocava - o que só aumentava a diversão de Bryant em quadra. Seguem as finais da NBA. Los Angeles, quinta feira, 12 de junho de 2008.
LeandrOFalcaO

7 comentários:

Leandro Falcao disse...

Pra mim certamente a melhor partida de basquete feita por um jogador profissional .

Joao Neto disse...

Kobe Bryant e o cara .

urubu malandro disse...

o Bryant tem verdadeiro espírito rubronegro!

fred disse...

Jogão! Bryant arrebentou. Saudações rubro-negras.

LÉO KOPE disse...

ELE É SINISTRO
JOGA MUITO MESMO
É O MELHOR
JOGA MUITOOOO

URUBU VOADOR disse...

ele esta jogaNDo muito mesmo
joga pra caraca
mengao pra sempre
mengao

mengaoooo

SEMPRE MENGAOOOO

puro sangue rubro negro disse...

Time invencível é só botar juntos o Kobe Bryant e o Marcelinho...